Home » » FASCINATRIX - A SEXIARTE DO BURLESCO

FASCINATRIX - A SEXIARTE DO BURLESCO

AppId is over the quota
AppId is over the quota
type='html'>
A dançarina paulista Karina Raquel se Inspirou em Dita Von Tesse e Michelle L’Amour, pioneiras do ressurgimento da estética pin-up e do termo “burlesco” associado à arte do strip-tease, para criar a personagem FASCINATRIX.
Fascinada pelo glamour de antigamente e a estética que tanto fazia brilhar as estrelas da idade de ouro de Hollywood como Rita Hayworth e Betty Grable, nas suas apresentações burlescas ela conseguiu reviver a arte do burlesco dos anos 40 e 50 resgatando a sensualidade, muitas vezes perdida, da mulher dos tempos modernos.
As performances de FASCINATRIX com figurinos temáticos e luxuosos, aliados à boa música, encantam pelos movimentos sensuais. Suas apresentações têm clima erótico e lúdico com uma boa dose de humor tipicamente brasileiro.
Quer conhecer mais a FASCINATRIX?
Acesse o blogue http://blogfascinatrix.wordpress.com/ e veja imagens, locais onde ela se apresenta e fotos deliciosas.


LEO: Como surgiu a idéia de criar a personagem Fascinatrix? Você se inspira em Dita Von Teese?
FASCINATRIX: Fascinatrix vem da palavra fascinação e é um trocadilho com a palavra dominatrix que é usada no meio S&M para as mulheres dominadoras. É uma brincadeira como se eu obrigasse as pessoas a se fascinarem com a minha presença. Sempre fui apaixonada por dança e tinha muita vontade de resgatar essa estética de luxo com dança e interpretação, daí surgiu o personagem.
Dita Von Teese é uma inspiração a todas as mulheres que fazem o mesmo tipo de trabalho que ela porque é uma mulher belíssima que encarna perfeitamente a mulher dos anos 40.

LEO: O que te atraiu para entrar no universo das pin-ups?
FASCINATRIX: Acho que o mais me atraía nesse universo era o glamour dos figurinos, maquiagens, cabelos e aquele ar de inocência com sensualidade. Desde menina adorava lingeries, guardava o dinheiro da mesada para comprar lingeries com mais renda e mais elaboradas que normalmente as adolescentes de 12 anos não usavam.

LEO: Como e ser uma pin up no século XXI?
FASCINATRIX: Não me considero uma pin-up no século XXI. Tenho um estilo que utiliza muitos elementos dessa estética, mas essa coisa de moda me incomoda um pouco. Claro que meu personagem é uma referência ao estilo pin-up, mas também tem uma atitude de sensualidade, de cuidados com o corpo, maquiagens, cabelos que me tornam mais feminina. Não é só colocar uma sainha rodada e uma camisa de bolinhas, batom vermelho e salto alto, tem que ter a personalidade também.

LEO: Fascinatrix mexe com o imaginário masculino. E as mulheres? Como recebem?
FASCINATRIX: A maioria do meu público é feminino. Quando me apresento, claro que os homens ficam mais animados, mas são elas que me procuram depois para saber dos meus figurinos, dicas de maquiagem, cabelo etc. Acho que pelo fato de nunca ficar completamente nua e ter a dança como elemento principal nas minhas performances deixo uma impressão de glamour e não de vulgaridade e assim crio um clima mais confortável para elas.

LEO: Qual a diferença das pinups da década de 1940/50 como Bettie Page e você?
FASCINATRIX: Bem, ser mulher em 2010 sem dúvida é muito mais fácil do que na década de 40 ou 50. Elas tinham que ter muita atitude para se fazerem respeitadas e mostrarem seu trabalho sem serem rotuladas como vulgares, sem-vergonha, etc. O preconceito era muito grande. Hoje é bem mais fácil, somos aceitas em todas as profissões, somos independentes, temos carreiras vitoriosas. Naquela época, qualquer mulher que queria ser independente e saía de casa já era considerada uma “perdida”. Felizmente, 60 anos depois, nos achamos e nos acharam também. (risos)

LEO: Qual a reação do publico as suas apresentações? Já aconteceu algo inusitado ou engraçado?
FASCINATRIX: O público sempre respondeu muito bem. Quando me apresento é legal ver como as reações mudam conforme vou evoluindo, tem a surpresa, a admiração, o respeito. Nunca tive problemas ou impressões negativas do público.

0 comments:

Post a Comment

 
Support : Copyright © 2015. movie kingsman - All Rights Reserved