Home » » AS NEOMULHERES

AS NEOMULHERES




"Sentia-me muito mal usando roupas masculinas. Fui trocando meu armário aos poucos pelas femininas e percebi que me sentia bem com as novas peças, que caiam melhor no meu corpo... Não é fácil fazer essa mudança de um dia para o outro, mas sempre me senti mulher."

Felipa Tavares, 25 anos, batizada de Felipe (foto)




As "neomulheres" - consideradas do sexo masculino ao nascer, batizadas com nome de menino e criadas como tal, desde cedo sentem que pertencem ao gênero feminino. Em 1949, a escritora Simone de Beauvoir disse que ninguém nasce mulher, mas torna-se mulher. E, segundo antropólogos e sociólogos, assim realmente é.

"Para a antropologia e a teoria de gênero, ser mulher ou homem é um aprendizado social, cultural e histórico", explica Heloísa Buarque de Almeida, professora de antropologia da USP. A própria transexualidade é uma radicalização dessa ideia: não basta simplesmente nascer com o corpo do gênero feminino. O que basta é sentir-se mulher."
A maquiadora Thaís Tomazonni, de 20 anos, conta que deesde pequena, sempre teve dificuldades em se adaptar ao comportamento masculino. "Na minha adolescência, não tinha vontade de sair paras festas, por me sentir inadequada”. Thaís se comportava com a delicadeza que não se espera de um garoto. Para ela, ser mulher vai da escolha da roupa ao comportamento.

Em uma sociedade machista o desafio maior de quem se tornou uma "neomulheres" continua sendo o preconceito."Qualquer mulher sofre diversos tipos de discriminação. Imagine, então, quando ela nasceu com outro sexo", diz a professora deantropologia da USP. Já o psicólogo da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar-Sorocaba) Marcos Garcia acredita que para determinadas profissões, o preconceito está diminuindo. Para ele, carreiras tradicionalmente femininas, como manicure, cabeleireira e maquiadora, são mais receptivas, mesmo que ainda haja barreiras.
“Sou maquiadora, trabalho em salão, e acredito que, por estar nesse meio, é bem mais fácil. Tenho uma boa clientela e nunca tive problemas”, conta Thaís. "Não me sinto menos mulher que as outras mulheres. Pelo contrário, acho que meu esforço diário não seria encarado com facilidade pela maioria delas". E mais uma característica une as "neomulheres" a qualquer membro do sexo feminino: o anseio por respeito, dignidade e felicidade.

Fonte:UOL MULHER COMPORTAMENTO

0 comments:

Post a Comment

 
Support : Copyright © 2015. movie kingsman - All Rights Reserved